As semelhanças: Flávio Dino e Hélder Barbalho

Mais uma vez a política das tesouras entrou em ação, no Pará Jatene fez corpo mole e passou o bastão a Família barbalho, no Maranhão Flávio Dino veio oposição aos “Sarney’s”, mas o patrocínio veio do MDB.


Flávio Dino, 51 anos, Governador do Maranhão (PCdoB/MA) e Hélder Barbalho, Governador do Pará, 40 anos (MDB/PA), diferentes? Não, absolutamente em nada!

Os padrinhos políticos de Flávio Dino e Hélder Barbalho sempre fizeram tudo pelo poder, não importando o quão sujo seja o time.

Flávio Dino em 2011, assumiu a presidência da Embratur no então primeiro mandato da Presidente da República Dilma Rousseff (PT),
Seu nome foi vinculado a irregularidades durante a sua gestão á frente da Embratur, chegando a rumores de falência do órgão.

Hélder Barbalho assumiu o Ministério da Pesca em 02/01/2015 no governo Dilma, em meio a uma série de processos de improbidade administrativa depois de deixar a prefeitura de Ananindeua, a mais grave envolveu o montante de R$ 2,78 milhões do Sistema Único de Saúde, o SUS, utilizando contratos irregulares com empresas-fantasmas entre 2005 e 2012, mas a justiça o “absolveu”.

Hélder Barbalho após falir o Ministério da Pesca, errando administrativamente tal igual a cidade de Ananindeua, segundo algumas fontes jornalísticas da época, assumiria o Ministério da Integração, durante o governo do MDBista Temer, em 12 de maio de 2016. Saiu respondendo processos.


Qual interesse de Sarney e Jáder na união política Pará-Maranhão? Flávio Dino-Hélder? Apenas minérios e sua escoação para o Porto de ponta da Madeira ou Itaqui? Não! tem mais coisa aí…


Porto de Itaqui


Pará ganha com a exploração, mas perde com a exportação. Em 2019 são mais de 50 milhões de toneladas de minérios explorados até o presente mês de Julho deixando para o Maranhão arrecadar 500 milhões de dólares exportando simplesmente por não termos logística .

Leia outras similaridades entre Flávio Dino e Hélder Barbalho na coluna GirOpressão com Frank Bolsonaro no final da Matéria.


Outra semelhança importante frisar entre Flávio Dino e Hélder Barbalho é que ambos receberam recado na lata de Bolsonaro, o primeiro foi Hélder, logo após o escândalo do desvio de merenda em 10 prefeituras que está sendo investigado Cristiano Vale, irmão do vice Governador do Pará atual Dep. Federal, e o primo de Hélder Barbalho, Felippe José Brito Barbalho. O esquema usava empresas de fachada para fraudar processos de licitação segundo a Polícia Federal.

MITO mandou: “Atenção corruptos do Estado do Pará, roubando merenda das criancinhas, rede de arrasto do Sérgio Moro está vindo aí hein”.

Assista matéria na íntegra:

https://familiabolsonaropa.com/2018/12/13/polemico-recado-de-bolsonaro-a-helder-barbalho-pode-ter-sido-o-motivo-do-governador-eleito-nao-encarar-moro/

Para Flávio Dino o recado foi mais categórico, afirmou que ele é o pior Governador do Nordeste e disse: “Não tem que ter nada pra esse cara”.


As semelhanças entre Flávio Dino e Hélder Barbalho ficam ainda mais claras quando os interesses dos patrocinadores de campanha contratam a mesma empresa de mídia para atingir o mesmo objetivo, assista o vídeo principal da campanha de ambos e analise as “semelhanças”:

Na propaganda Hélder ler uma suposta carta que mandaria para as comunidades do Pará, mas ele nunca escreveu e tampouco se lembra o que estava escrito, Flávio Dino leu a mesma carta e pouco importa!


Coluna:

Após Sarney tornar-se majoritário na aquisição de ações (elet’s), A Equatorial Energia, controladora da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) e das Centrais Elétricas do Pará (Celpa), os lucros são absolutos e absurdos nas costas dos cidadãos paraenses e maranhenses, em 2017 o lucro da E.E chegou a 509 milhões de reais.

Em 2018, logo após uma negociata e especulação de mercado e prevendo capital para campanha, Sarney comprou mais ações, investiu até o que não tinha e pasmem, logo após o pregão Temer decreta aumento na conta de energia em dezembro de 2018, elevando os lucos da Equatorial Energia a níveis absurdos, porém algo incomodava Sarney, era ver seu amigo Jáder, que tanto o ajudou desviando os minérios paraenses aos portos maranhenses, simplesmente fora do poder no Estado do Pará há decadas, com a decadência do governo petista, o MDB/PT de Sarney e com receio desse enfraquecimento de influência federal, vieram feroz para dominar o Pará, pois o cenário político nacional era obscuro aos MDBistas e Petistas, e perder o Pará poderia decretar a falência política e financeira das Famílias barbalhos e Sarney’s. Sarney não teve pena, investiu na esquerda paraense, elegeu Hélder, e não importa o quão perenes nossos rios sejam, ainda sim pagaremos as mais altas taxas de energia. Por isso aos vermos Dep. Estaduais e Federais da base do Governo dos barbalhos falarem que vão defender o povo paraense das garras da Celpa, não acreditem, eles estão no mesmo bolo de interesses.

Família Bolsonaro PA

Anúncios
Categorias Sem categoria

Um comentário em “As semelhanças: Flávio Dino e Hélder Barbalho

  1. Rose mary Costa Barbosa da Silva 25 de julho de 2019 — 16:24

    ISSO TUDO AI ; SÃO AS CORJASS DO BRASIL; QUE JÁ DEVERIAM ESTAR EXTINTAS HÁ MUITO TEMPO!!! Ñ ENTENDO COMO AQUI NO PARÁ AINDA ELEGERAM ESSAS PEÇAS!!!! UM ABSURDO!!!! MAIS ISSO UM DIA VAI MUDAR!!!! EU CREIO NISSO!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close