George Soros: Mariana e Brumadinho, o que a esquerda tem a ver com isso?

Mariana e Brumadinho são heranças das diversas atrocidades corruptas que a velha política de esquerda causou ao Brasil ao longo de 30 anos.

George Soros e FHC.

O principal pivô dos crimes ambientais que a Vale comete pelo Brasil, chama-se Fernando Henrique Cardoso, privatizou a Vale obedecendo os interesses das políticas socialistas do Grupo de Soros. O bom e velho “Establishment”.

Folha de S.Paulo – Qua 07/05/1997
O consórcio Brasil, liderado pela CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) é o novo acionista controlador da Companhia Vale do Rio Doce. Após batalha judicial durante todo o dia de ontem, a União vendeu 41,73% das ações com direito a voto da estatal por R$ 3.338.178.240,00.
O leilão ficou interrompido por mais de cinco horas, por causa de duas liminares da Justiça Federal, que acabaram cassadas no final do dia. E seu resultado está sendo questionado na Justiça por outra medida liminar.
A Vale foi privatizada com um ágio de 19,99% em relação ao preço mínimo fixado pelo governo. Cada ação foi vendida por R$ 32,00, contra um preço mínimo de R$ 26,67. “Estávamos preparados para ir um pouco mais longe”, disse Benjamin Steinbruch, líder do Consórcio Brasil.
O Consórcio Brasil comprou, no final, 41,73% das ações da Vale, assim divididas: 16,30% (R$ 1,3 bilhão) das ações ficaram com a CSN; 10,43% (R$ 834,5 milhões) com a Litel Participações (fundos de pensão); 10% (R$ 800 milhões) com a Eletron S/A (liderada pelo banco Opportunity); e 5% (R$ 400 milhões) com a Sweet River (Nations Bank).
A Folha apurou que o Nations Bank também entrou com outros R$ 1,2 bilhão no negócio. O dinheiro foi emprestado à CSN para que a siderúrgica pudesse participar da compra da Vale. O financista George Soros também entrou com R$ 100 milhões na compra da Vale.

Luladrão, Soros, Palocci Ladrão

Tudo pertence a Soros, porém quis aparecer na compra da Vale para fins jurídicos, com um “pequeno” percentual de 100 milhões de reais.

Veja o vídeo que o Dr. Enéias denuncia o esquema Vale:

As riquezas minerais brasileiras todas sendo entregues nas mãos do socialismo predatório.

Tragédias possivelmente foram utilizadas para esconder momentos políticos.

Em 2015 pegava fogo o pedido de Impeachment da Dilma, intensificando-se em novembro, tragédia de Mariana possivelmente foi utilizada para desviar o foco.

Em 2019, depois da esquerda investir maciçamente na desconstrução da imagem de Flávio Bolsonaro, tentando atingir o Governo Bolsonaro, e sabendo que Flávio é o mais cotado a assumir a presidência do Senado, e a população passa a se revoltar e o movimento #RenanNão crescendo, a tragédia novamente é usada para abafar os interesses da esquerda.

Renan Calhorda é o último suspiro que a esquerda tem para manter-se com algum privilégio no que tange as questões de modificação da constituição, já que as emendas são aprovadas no Senado.

Família Bolsonaro PA

Anúncios
Categorias Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close